MENU

Slow J - Silêncio 「Letras」

Voltar
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio



TOP 1 Portugal


Slow J - Silêncio 「Letras」

Voltar
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio

Voltar
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio

Eu queria ser a cria que ia libertar o Mundo
A lâmpada que acende e te guiar no escuro
Há tanta máquina que tende a incentivar o fumo


Eu queria incendiar o sumo
Motivar o puro
Motivado por
Essa mensagem de Mandela e de Tupac Shakur
Essa mensagem de Valete e de Bashar desde o
Tempo em que eu era puto, tempo em que eu era tudo
Eu lembro-me de ter a culpa ela sorrir p'ra mim
Antes de ter um puto, antes de ter jardim
Antes da mulher dos meus sonhos o gerar p'ra mim
Antes de ter a fama que te trouxe aqui
My nigga bem antes de eu rejeitar o doce
E o cigarro se tornar a solução depois de almoço
Eu vivia com ela dentro no meu calabouço
Docemente, quem lá colocou a semente


Tinha-me me no bolso

Se calhar sim
Se calhar a culpa vem da terra onde eu nasci
Se calhar esta cultura fez-me ser assim
Tristeza que trago foi de vós que recebi

Eles diziam o que eu devia ou não devia ser
Que eu nasci pecador e pequenez vou ter
Eu desconfio de homens que interpretam
Obras, e acreditam entender de alguma forma
Como pensa Deus

O credo é uma oração ou um interrogatório


Eu fiz da confissão o meu laboratório
Queriam-me perdoar eu já não guardo ódio
Vejo o céu e a terra a palpitar dentro de cada homem
Eu nunca vi milagre como nesse dia
Dentro da sala de parto o que acontece fica
A tudo o que existisse eu já rezava e no final
Era só paz mesmo que a data anoitecesse fria

Tenho andado à procura do culpado
Da tristeza que trago
Disparei p’a todo o lado
Resta o autor dos disparos
Diz-me de quem é a culpa
Agora que eu não tou feliz


Arma apontada à nuca
À procura da cicatriz
Pai que comprou liberdade
A trabalhar sem causa
Tudo p’ra me dar tudo o que eu precisava
A mim nunca me faltou nada
Comida até colégio e uma casa
Bênção que eu raramente aproveitava
Por tudo o que me foi dado
Nasci já me sentia culpado
Nem merecia fazer o que eu faço
De Agosto até Agosto
Eu vivo tão abençoado
E essa culpa toda


Agora virou Obrigado
Eu só quero voltar

Voltar
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio
A ouvir o silêncio
Voltar